Hailiang Saebe: O Mestre dos Grandes Profissioanis da MTC

Padrão

* Tradução Luciana S. Prado

hai 4

Uma tarde de junho em um avião de um país muito distante chegou a Barcelona um senhor tailandês, ​​junto com dois médicos chineses, carregando uma única mala e um pouco desorientado.  Este senhor, que também era médico, só falava tailandês, coreano, chinês, Inglês e não falava nada de espanhol. Ele saiu do avião, pegou sua mala na sala de bagagem e se preparou para deixar o aeroporto, onde tinham lhe falado que alguns senhores que ele não conhecia e que não falavam seu idioma, provenientes de uma cidade vizinha de Barcelona, viriam buscá-lo, e que ele iria trabalhar com eles.

Mas havia algo que este senhor sorridente de estatura pequena ainda não sabia, era que teria pela frente 30 anos de estadia na Espanha. Ele viria para se dedicar como um dos melhores especialistas em medicina chinesa da Fundação Europeia de MTC e da Espanha: Hailiang Saebe chegava à Espanha.

Ele foi encarregado de um único projeto. Junto com outros médicos teria que gerenciar uma clínica de acupuntura e medicina chinesa para tratar pacientes, servir e ensinar, além de promover e disseminar o uso da medicina chinesa na Espanha.

Hailiang estava ciente de que a acupuntura era totalmente desconhecida em nossa sociedade, mas isso não o assustava.

Graças a seu carisma, otimismo e vontade, típicas dos tailandeses, e especialmente graças à sua forma única de ensinar, levaram-no para dar aulas em mais cidades, ajudando sem perceber, e juntamente a outros professores, o nascimento da Escola de MTC.

Ao longo do tempo Hailiang se tornou uma das figuras mais importantes dos representantes do ensino da Fundação Europeia de MTC e já começava a formar grandes profissionais da medicina chinesa, todos os alunos da Escola de MTC.

Foram estes os tempos em que as aulas eram preenchidas com canções chinesas, versos de acupuntura, odores de moxa, estudantes pronunciando os pontos de acupuntura em chinês e receitas incomuns à base de fitoterapia. Hailiang havia implantado suas “grandes armas” sem medo algum, e se colocado à disposição de futuros grandes profissionais da medicina chinesa na Espanha.

Inesgotáveis sua energia e desejo de ensinar, e infinita paciência e sorriso, Hailiang depois das aulas, costumava fugir para o parque mais próximo das escolas para fazer tai chi com seus alunos. E mais uma vez, sem perceber e com todos esses gestos estava conseguindo trazer o verdadeiro foco da medicina tradicional chinesa para a Espanha, fazendo com que os futuros profissionais entendessem a filosofia da medicina chinesa e que estes também pudessem fazer o mesmo com o que estavam aprendendo: praticar e transmitir a MTC.

Com o tempo, as atividades de Hailiang foram evoluindo ao aperfeiçoamento dos profissionais e as aulas na Escola de MTC foi deixando em segundo plano. Na verdade os seminários do Practitioner’s Register tornaram-se imperdíveis para os profissionais da acupuntura e medicina chinesa em cada cidade que ele visitou. Cada seminário, sempre ao mais puro estilo de Hailliang, era derramada uma grande quantidade de conhecimento, com experiência clínica e muita, muita energia. Energia que através da meditação e Qi Gong diário, ele mesmo se canalizava e media e isto lhe permitia viajar para outra cidade e transmitir seus seminários com a mesma vitalidade que qualquer um dos jovens que ensinou e se aproximou dele.

 Chegou 2010, Hailiang se aposenta e decide voltar para sua cidade natal Bangkok. De lá, ele continua a trabalhar, ensinando em várias escolas e em diferentes países do Sudeste Asiático. Na verdade passear por Chinatown de Bangkok  era uma experiência ao ver como os proprietários das farmácias chinesas ao vê-lo, saiam de seus negócios para cumprimenta-lo ou simplesmente para resolver algumas dúvidas. E duas vezes ao ano viajava à Espanha para visitar várias cidades, promovendo elaborados cursos de acupuntura e medicina tradicional chinesa para os profissionais.

E depois de uma longa batalha contra a doença Hailiang nos abandonou. O professor não teve tempo para provar a doença o que era capaz de fazer e a chama se apagou. Mas Hailiang não desapareceu. Ele deixou um legado de ensinamentos, e saberes que só o mais importante dos mestres da medicina chinesa pode deixar-nos. E também nos deixou boas palavras, bons conselhos sobre a vida em geral, e especialmente esse sincero sorriso tailandês com o qual conseguia fazer com que todos se aproximassem dele naturalmente.

Agora, nos resta relembrar de todos os bons momentos e saber que ele desfrutou da vida e de sua vida como só ele merece.

Alfredo Lorite

Luto1

 

 

Fonte: 

http://www.mtc.es/es/fundacion/boletin/marzo13.php#0

Sobre Luciana Sant'Ana Prado

Fundadora e terapeuta do Instituto Alma Consciente. Graduada em instituições internacionais na Espanha, China e Brasil. Atuação na rede de saúde pública e privada através das medicinas Chinesa, Ayurvédica, Botânica e demais terapias naturais tradicionais, contemporâneas e modernas. Experiência em Acupuntura, Massoterapia, Iridologia, Reiki, Aromaterapia, Florais e diversas terapias naturais em crianças, adolescentes, adultos, idosos, gestantes e portadores de necessidades especiais. Voluntária desde 2005 em projetos sociais e formada em diversos cursos livres na área da saúde e terapias energéticas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s