Abacaxi

Padrão

Abacaxi

 

Nome Científico: Ananas comosus  (L.)Merr.

Família botânica: Bromeliaceae 

Sinonônimos botânicos:  Ananas ananas (L.) Voss, Ananas parguazensis L.A. Camargo & L.B. Sm., Ananas sativa Lindl., Ananassa sativa Lindl., Bromelia ananas L., Bromelia comosa L., Ananas sativus Schult. & Schult. F., Ananas lucidus Mill., Ananassa lucida Lindl., Ananassa bracamorensis Hort., Ananas erectifolius L.B. Sm., Ananas glaber Mill., Ananas mordilona Linden ex E. Morren, Ananas proliferus Hort. ex Baker, Ananas semiserratus (Willd.) Schult. F., Ananassa mordilona Linden, Ananassa semiserrata (Willd.) D. Dietr., Bromelia glabra Boerh. Ex Schult. F., Bromelia inermis Pers. Ex Steud., Bromelia lucida
Willd., Bromelia semiserrata Willd., Bromelia subspinosa H.L. Wendl. Ex Schult. F.


Abacaxi natural

Nomes populares: 

abacaxi, abacaxizeiro, aberas, ananá, ananás-selvagem, ananás, ananaseiro, nanás, nanaseiro; ananás, pineapple (Inglês), ananás e piña(Espanhol), ananas (francês); abacascì e
ananasso Del Brasile (italiano); ananas (alemão).

Origem ou Habitat: 

Nativo do Brasil. Foi descoberto pela tribo indígena Tupi-guarany na bacia dos rios Paraná-Paraguai.

Características botânicas: 

Herbácea perene, quase acaule, com folhas em forma de espadas canaliculadas e margens grosseiramente espinhentas e serreadas, dispostas em roseta na base da planta, medindo de 60 a 90 cm de altura. Flores numerosas, de cor lilás, com brácteas vermelhas, dispostas num racemo denso na extremidade de uma longa haste floral. Sementes ausentes ou muito raras.

Devido à sua coroa, é considerado o rei das frutas, tendo nome científico de Ananas sativus, pertencente à família das Bromeliáceas.

Existem hoje cerca de 150 espécies diferentes de abacaxi. Os espanhóis que estiveram no Brasil na época do descobrimento experimentaram o fruto, gostaram do sabor adocicado, colheram o broto e levaram para a Espanha e Filipinas, onde a batizaram com o nome de piña.

O Havaí produz mais de 5 toneladas de abacaxi por ano, além da Austrália, Inglaterra, México, Cuba, Flórida e Índias ocidentais, onde também se cultiva a fruta.

A espécie encontrada em nosso país é o Ananas comosus, também conhecida com o nome de Ananas sativus. Destacam-se dela várias variedades: smooth cayenne (variedade havaiana) e pérola desenvolvida aqui.

Em menor escala temos as variedades boituva, jupi, rondon, salvaterra e lagoa santa. O plantio é feito por mudas, que vêm da parte inferior – filhotes, rebentos ou estolões da planta matriz. São necessários 4 a 5 meses para que o fruto se desenvolva.

Abacaxi botânica

Composição química:

 Bromelina, cinarina, triterpenos, saponinas, flavonóides, glicosídeos, sacarídeos, taninos e mucilagens.

Polpa do fruto: Cada 100 gramas de polpa do fruto contém 52 calorias, 0,54 gramas de proteínas, 12,63 g de carboidrato, 1,4 gramas de fibras, 13 mg de cálcio, 8 mg de fósforo, 0,28 mg de ferro, 56 UI de vitamina A, 0,79 mg de vitamina B1, 0,02 mg de vitamina B2, 0,20 mg de niacina, 0,11 mg de vitamina B6,   36,2 mg de vitamina C,  12 mg de Magnésio, 1,17mg de Manganês, 115 mg de Potássio e 0,09 mg  de Cobre.

O abacaxi contém muito mineral como o cobre, que pode acabar com as dores, principalmente de cabeça. O Dr. James G. Penland, PhD. psicólogo do Departamento Norte Americano de Agricultura, após vários estudos com homens e mulheres com dores de cabeça, constatou uma melhora sensível com a aplicação do cobre na alimentação de seus pacientes.

O abacaxi ajuda a dissolver coágulos sangüíneos, a reduzir inflamações, a acelerar a cicatrização de tecidos e na digestão. Além disso é antiviral, antibacteriano e um bom alimento para prevenir a osteoporose e as fraturas ósseas, devido ao seu alto teor de manganês.

Contém ferro, que se encontra no fígado, ossos e medula óssea. Contém manganês que mantém os ossos fortes. A professora de Nutrição da Universidade do Texas, em Austim nos Estados Unidos, Jeanne F. Graves, aconselha as pessoas, sobretudo as mulheres, a comer abacaxi ou a tomar do seu suco, pois a fruta é rica em manganês. Este mineral está envolvido no metabolismo ósseo, sem ele as pessoas podem desenvolver osteoporose intensa.

Contém cálcio, vital para a formação dos ossos e dentes, o mineral mais conhecido na prevenção da osteoporose e a coagulação do sangue. Segundo o Dr. Cedric Garlanda, diretor do Centro de Câncer da Universidade da Califórnia em San Diego, homens que consumiram diariamente certa quantidade de cálcio nos alimentos diariamente durante mais de duas décadas tinham 1/3 da propensão ao desenvolvimento de câncer de cólon em relação aos outros que não o consumiram, pois o cálcio suprime a proliferação de células superficiais da parede interna do cólon, prevenindo o rápido crescimento do câncer.

Contém fósforo, que se encontra no corpo dos animais na mesma quantidade aproximadamente que o cálcio, é parte importante dos tecidos cerebrais.

Contém iodo, necessário ao organismo para abastecer a glândula tireóide.

Seu alto teor de fibras ajuda na prisão de ventre, pois age como laxativo suave e natural. Possui também as vitaminas A e C, que aumentam a imunidade.

A Vitamina A é essencial contra doenças de pele, infecções infantis e distúrbios digestivos. É ótima aliada no tratamento de colite e doença de Crohn. Um estudo de Harvard mostra que homens que consomem altas doses de vitamina A têm risco 54% menor de ter úlcera do que aqueles com nível mais baixo. A recomendação diária é de cinco mil UI. Impede que o colesterol se torne tóxico, além de ser um importante antídoto contra derrame.

A Vitamina C é importante para o corpo celular e para os vasos sanguíneos, combate as infecções e é essencial para a boa saúde dos dentes, das gengivas e dos ossos.

Mais a maior virtude dessa fruta está na quantidade de bromelina, extraída do talo do abacaxi, enzima capaz de degradar materiais albuminóides (proteínas solúveis em água) em proteases ou peptonas, dissolver gorduras, principalmente as das carnes, sendo empregada também para amaciá-las, para clarificar cerveja e como droga antiinflamatória.

A bromelina é encontrada no fruto, no miolo do abacaxi, onde se concentra a maior quantidade de bromelina, ou mesmo na parte central da fatia (parte dura), que muita gente retira na hora de saborear a fruta. A enzima bromelina age em nosso organismo desempenhando três funções:

  1. Tem ação mucolítica, dissolvendo o muco ou catarro dos pulmões, favorecendo uma limpeza geral, como se fosse passada uma esponja, facilitando a expectoração, além de ajudar no trânsito intestinal;
  2. É antiinflamatória, ajudando a desobstruir a circulação, principalmente se houver edema provocado por batida em algum acidente;
  3. É digestiva, sua principal virtude. Age no estômago, pois a bromelina é a enzima que desdobra as proteínas alimentares, facilitando o melhor aproveitamento dos nutrientes, favorecendo e acelerando a digestão pesada.

Suco de abacaxiPartes utilizadas:

Folhas, frutos (bagos) maduros e casca.

Uso popular: 

A fruta fresca é que possui as propriedades de cura. Este fruto tropical tem alta concentração da enzima bromelina e antioxidantes da vitamina C, que desempenham um papel importante
no processo de cura do corpo.  Esta fruta fornece um grande suprimento de vitamina C, um antioxidante conhecido, que protege o corpo contra os danos dos radicais livres e estimula o sistema imunológico.

A vitamina  C ajuda a construir e a reparar o tecido corporal e promove a cicatrização de feridas.  O corpo usa-a para ajudar a metabolizar as gorduras e o colesterol, a absorver o ferro, e para a produção de aminoácidos e colágeno. O colágeno é um dos blocos de construção primário da pele,  cartilagens e ossos. Vale citar, ainda, que a vitamina C também diminui a probabilidade de que  se contraia resfriados e infecções.

Além disso, devido ao seu alto teor de vitamina C, o abacaxi é bom para a saúde bucal. Um  estudo realizado na Universidade Estadual de Nova York, nos Estados Unidos, verificou que a vitamina C pode reduzir o risco de gengivite e doença periodontal. Além de aumentar a capacidade  do tecido conjuntivo. Também aumenta a capacidade do organismo de combater as bactérias invasoras e outras toxinas que contribuem para a doença de goma. Abacaxi enlatado não é bom para a saúde,pois a bromelina é destruída durante o processo  de embalagem.

Para escolher um bom fruto não se deve julgar a maturação baseada  exclusivamente na cor. Existem diversas variedades no mercado, que vão do verde ao amarelo  dourado. O fator mais importante na determinação da maturação é o cheiro, deixe o nariz  ajudá-lo a decidir. Os maduros desprendem um cheiro mais doce. Evite os que emitem odor  desagradável, ou tenha algumas partes moles, ou manchas escuras. Em casa deve ser  armazenado em temperatura ambiente para que tanto o sabor, quanto as propriedades sejam  conservados.

Propriedades Medicinais:

abacaxi-grelhado

  • Fortalece os Ossos – Previne a osteoporose e as fraturas ósseas,
  • Reduz os níveis de Colesterol,
  • Auxilia na Digestão,
  • Auxilia no Tratamento da Sinusite,
  • Auxilia no Tratamento da Bronquite,
  • Auxilia no Tratamento da Tosse,
  • Reduz os Riscos de Formação de Coágulos Sanguíneos,
  • Ajuda a Emagrecer,
  • Acelera a Cicatrização dos Tecidos,
  • É um excelente Antiinflamatório,
  • Diurético – Excelente para quem retém muito Liquido,
  • Combate a Hipertensão Arterial,
  • Ajuda a eliminar cálculos renais,
  • Combate a Anemia – Devido sua acidez, O Abacaxi favorece a absorção do ferro,
  • Ajuda a Normalizar a Flora Intestinal,
  • Bom para quem tem prisão de ventre,
  • Adstringente,
  • Antiséptica,
  • Despigmentadora,
  • Regeneradora celular,
  • Rejuvenescedora
  •  Contra artrite, ácido úrico.

O suco de abacaxi é um excelente diurético, pois sua polpa é constituída de 93% de água. Atua também como laxante suave. E para quem sofre de tosses rebeldes, experimente bater num liquidificador 2 fatias de abacaxi com 2 colheres de sopa de mel. Tomar 2 colheres de chá a cada duas horas. Não há tosse que resista.

Não são apenas esses os efeitos benéficos desta fruta. Na terra do Tio San, o nosso abacaxi (hoje “naturalizado” americano) é indicado pelos médicos para as pessoas que sofrem de doenças circulatórias, pois tem a ação de “quebrar” nas artérias as placas de fibrinas, que são as proteínas que formam a parte essencial dos coágulos sanguíneos.

Como tem propriedades antiinflamatórias, combate a artrite, que se caracteriza por inflamação ou dor nas juntas, joelhos, cotovelos e dedos.

 

Ações farmacológicas: 

Abacaxi suco

A bromelina é um anti inflamatório natural. Segundo o médico americano, Dr. Andrew Weil, a bromelina é muito eficaz no tratamento de contusões, entorses e distensões, reduzindo o inchaço, sensibilidade e dor. Este potente efeito antiinflamatório também pode ajudar a aliviar os sintomas da artrite reumatoide e reduz o inchaço pós-operatório. Além disso, a bromelaína contida no abacaxi pode aliviar a indigestão.

A bromelina é uma mistura de enzimas proteolíticas existente no abacaxi (cascas e hastes frutíferas) de alto peso molecular capaz de ser absorvida pelo trato gastrintestinal produzindo ações antiinflamatórias e antiexsudativa, podendo apresentar efeitos anticoagulantes e inibição na agregação plaquetária.

O Brasil, um dos maiores produtores da fruta no mundo, porem importa a bromelina, pois a metodologia utilizada para a sua extração e purificação, a cromatografia é propriedade industrial estrangeira.

O abacaxi contém muito mineral como o cobre, que pode acabar com as dores, principalmente de cabeça. O Dr. James G. Penland, PhD. psicólogo do Departamento Norte Americano de Agricultura, após vários estudos com homens e mulheres com dores de cabeça, constatou uma melhora sensível com a aplicação do cobre na alimentação de seus pacientes.

O abacaxi ajuda a dissolver coágulos sanguíneos, a reduzir inflamações, a acelerar a cicatrização de tecidos e na digestão. Além disso é antiviral, antibacteriano e um bom alimento para prevenir a osteoporose e as fraturas ósseas, devido ao seu alto teor de manganês.

Contém ferro, que se encontra no fígado, ossos e medula óssea. Contém manganês que mantém os ossos fortes. A professora de Nutrição da Universidade doTexas, em Austim nos Estados Unidos, Jeanne F. Graves, aconselha as pessoas, sobretudo as mulheres, a comer abacaxi ou a tomar do seu suco, pois a fruta é rica em manganês. Este mineral está envolvido no metabolismo ósseo, sem ele as pessoas podem desenvolver osteoporose intensa.

Contém cálcio, vital para a formação dos ossos e dentes, o mineral mais conhecido na prevenção da osteoporose e a coagulação do sangue. Segundo o Dr. Cedric Garlanda, diretor do Centro de Câncer da Universidade da Califórnia em San Diego, homens que consumiram diariamente certa quantidade de cálcio nos alimentos diariamente durante mais de duas décadas tinham 1/3 da propensão ao desenvolvimento de câncer de cólon em relação aos outros que não o consumiram, pois o cálcio suprime a proliferação de células superficiais da parede interna do cólon, prevenindo o rápido crescimento do câncer.

Contém fósforo, que se encontra no corpo dos animais na mesma quantidade aproximadamente que o cálcio, é parte importante dos tecidos cerebrais. Contém iodo, necessário ao organismo para abastecer a glândula tireoide.

Seu alto teor de fibras ajuda na prisão de ventre, pois age como laxativo suave e natural. Possui também as vitaminas A e C, que aumentam a imunidade.

A Vitamina A é essencial contra doenças de pele, infecções infantis e distúrbios digestivos. É ótima aliada no tratamento de colite e doença de Crohn. Um estudo de Harvard mostra que homens que consomem altas doses de vitamina A têm risco 54% menor de ter úlcera do que aqueles com nível mais baixo. A recomendação diária é de cinco mil UI. Impede que o colesterol se torne tóxico, além de ser um importante antídoto contra derrame.

A Vitamina C é importante para o corpo celular e para os vasos sanguíneos, combate as infecções e é essencial para a boa saúde dos dentes, das gengivas e dos ossos. Indicação como diurético e para tosse. O suco de abacaxi é um excelente diurético, pois sua polpa é constituída de 93% de água e é laxante suave. E para quem sofre de tosses rebeldes, experimente bater num liquidificador 2 fatias de abacaxi com 2 colheres de sopa de mel. Tomar 2 colheres de chá a cada duas horas. Não há tosse que resista. Outras indicações: doenças circulatórias, artrite, ácido úrico.

Não são apenas esses os efeitos benéficos desta fruta. Na terra do Tio San, o nosso abacaxi (hoje “naturalizado” americano) é indicado pelos médicos para as pessoas que sofrem de doenças circulatórias, pois tem a ação de “quebrar” nas artérias as placas de fibrinas, que são as proteínas que formam a parte essencial dos coágulos sanguíneos. Como tem propriedades antiinflamatórias, combate a artrite, que se caracteriza por inflamação ou dor nas juntas, joelhos, cotovelos e dedos Abacaxi em dietas de emagrecimento. Tem ação anorexígena, usado em dietas de emagrecimento, reduz o apetite.

 

Indicações Terapêuticas:

Plantação de Abacaxi

  • Afecções das vias respiratórias,
  • Afecções da pele,
  • Azia,
  • Bronquite,
  • Problemas de estômago,
  • Gases,
  • Litíase,
  • Catarro mucoso das vias respiratórias,
  • Inflamação,
  • Neurastenia,
  • Tosse catarral;
  • Como esfoliante enzimático para ativar a circulação do corpo e promover a drenagem linfática;
  • Máscaras de tratamento para alisar cabelos crespos;
  • Peles oleosas e acnéicas;
  • Eliminação de manchas e sardas;
  • Celulite e gordura localizada.

 

Interações medicamentosas: 

Deve-se evitar o consumo de abacaxi enquanto estiver tomando medicamentos que provoquem acidez ou sensibilidade gástrica.

Contraindicações:

  • Evitar o contato com os olhos, pois pode causar ardor e irritação.
  • Não usar se estiver grávida nem em caso de úlcera gástrica.

Posologia e Modo de uso: 

 

USO INTERNO:

Ingestão do Suco ou Fruta: Auxilia no tratamento de afecções das vias respiratórias e da pele, bronquite e acidez estomacal, diurético brando, vermífugo, calmante da tosse e expectorante;

Cápsulas: As bromelinas, enzimas contidas nos frutos, são utilizadas para fabricar cápsulas que auxiliam na redução da inflamação de tecidos;

Sucos da casca: Tratamento de doenças respiratórias.

Extrato: quantidade que contenha 80 mg de bromelina, três vezes ao dia.

USO EXTERNO:

Purê ou suco: peles oleosas e acnéicas;

Loções e compressas: auxilia no tratamento de inflamações do rosto;

Máscara facial: ajuda na regeneração dos tecidos e eliminação de manchas e sardas;

Cremes, géis e óleos de massagem: auxilia no combate de gordura localizada;

Esfoliante enzimático: ativa a circulação do corpo e promove a drenagem linfática;

Máscara para cabelo: tratamento para alisar cabelos crespos;

 

 

Abacaxi na saúde

 

Fonte:

http://www.hortomedicinaldohu.ufsc.br

http://plantamed.com.br

http://ci-67.ciagri.usp.br/pm/ver_1pl.asp?f_cod=190

http://www.ufjf.br/proplamed/fitoterapia/2157-2/

Referências:

ALONSO, J. Tratado de Fitofármacos y Nutracéuticos. 1. ed. Rosario, Argentina: Corpus Libros, 2004.

http://eol.org/pages/1126520/details – Acesso 7 Jul 2014.

LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. Plantas Medicinais no Brasil: nativas e exóticas. 2.ed. Nova Odessa, SP: Instituto Plantarum, 2002.

»

  1. Pingback: As Plantas | Blog do Instituto Alma Consciente

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s