Massagem Desportiva

Padrão

Massagem Desportiva

A massagem desportiva vem sendo cada vez mais reconhecida como uma importante modalidade terapêutica e é importante para tratar um determinado problema, assim como para auxiliar em cada uma das fases de treinamento do atleta (cada fase com seu objetivo específico).

Na massagem desportiva, o foco está nas necessidades individuais do atleta. O aumento do número de praticantes, aliado ao incremento da competitividade e intensidade do exercício, contribuiu para elevar o estatuto da massagem, agora, mais do que nunca, reconhecida como um meio privilegiado de recuperação.

A massagem desportiva possui pontos semelhantes à outros tipos de tratamento dentro do âmbito da massagem e é muito importante que o profissional que irá realizar a massagem, tenha profundo conhecimento de anatomia e fisiologia, em particular os sistemas muscular e esquelético. A massagem beneficia o atleta e deve se tornar parte integral do programa de treinamento.

Efeitos:

Entre seus principais efeitos, destacamos a diminuição dos riscos de lesão (pois remove produtos metabólicos e catabólitos, aumenta o fluxo de nutrientes e a circulação, além de aumentar a extensibilidade do tecido conjuntivo, aumenta os movimentos articulares, pelo relaxamento muscular, e ainda facilita a atividade muscular), melhora a consistência do treinamento, promove cura de lesões, reduz espasmos musculares, promovendo a função muscular normal, aumenta a confiança, aumentando a vida útil do atleta na atividade.

Massagem Desportiva

Indicações:

As principais indicações para o atleta realizar um programa de massagem são: ajudar no relaxamento (pós treino ou prova), efeito estimulante (pré treino ou prova), alívio de dores, tratamento de lesões principalmente quando há edema (inchaço) e aderências (tecido cicatricial).

Objetivos:

A massagem realizada na fase de condicionamento tem por objetivo promover rápida recuperação após treinamento intenso, evitar a dor muscular tardia (DMT), evitar a fadiga, além do bem estar físico.

Como tratamento, ela estimula a circulação, a quebra de aderências e ainda auxilia na manutenção da flexibilidade.

No período pré competição (pré evento), o objetivo é sempre preparar o corpo para a atividade física. Elevar a temperatura das regiões que irão sofrer maior desgaste e normalmente é realizada antes do aquecimento (de 20 a 30 minutos). Neste caso, as manobras realizadas são mais rápidas, intensas e vigorosas para “acordar” a musculatura, deixando-a mais ativa durante a prova.

Já no pós competição, o intuito é eliminar resíduos tóxicos do corpo, auxiliar na redução de dor e DMT e, havendo suspeita de lesão tecidual, pode ainda ser usada a criomassagem (massagem com gelo).

A massagem no pós evento promove uma recuperação de 2 a 3 vezes mais rápida que somente o repouso.

A massagem pode também ser realizada em situações especiais, enfrentada por grande número de atletas: as viagens! Objetivando melhorar a sensação generalizada de rigidez, dores nas costas e inchaço em membros inferiores (aliás, nestes casos de inchaços e retenção líquida a drenagem linfática é uma boa pedida).

Contra indicações

A massagem desportiva é desaconselhada em diversas situações, quando o prejuízo se sobrepõe ao benefício. Por isso, os atletas devem evitar a massagem quando se verificarem os seguintes casos:

Temperatura do corpo superior a 38 graus ou mal-estar do atleta.
Existência de traumas, feridas abertas, contusões recentes, roturas musculares, entorses, frieiras e queimaduras .

  • Tumores,
  • Doenças circulatórias (veias varicosas, flebites, tromboses);
  • Melanoma;
  • Hemofilia;
  • Doenças de pele infecciosas (infecções bacteriológicas, de fungos, virais e herpes) – Somente na região afetada;
  • Reação adversa ao tratamento;

Massagem DesportivaBenefícios

A massagem desportiva bem aplicada é o método mais eficaz para resolver problemas de tensão muscular e restabelecer o equilíbrio do sistema músculo esquelético.

Se for utilizada regularmente, ajuda os atletas e prevenir lesões, cuja origem pode estar relacionada com a sobrecarga de treino. Um programa mais intenso prejudica os músculos, assim como articulações, ligamentos e tendões.

Os desequilíbrios musculares podem desenvolver-se e, sem diagnóstico preciso, atingir um estádio grave, capaz de causar desconforto ou impedir o desempenho desportivo.

Um massoterapeuta experiente, consegue detectar variações nos tecidos mais finos. A utilização de técnicas corretas ajuda a manter um estado físico saudável.

Qual a diferença da massagem relaxante para a desportiva

O principal objetivo da massagem relaxante é promover o relaxamento da musculatura tensa. Suas manobras são mais calmas para que o corpo libere hormônios como a ocitocina e endorfinas que são responsáveis por acalmar o corpo.

Para quem pratica atividade física e quer potencializar seus resultados, o ideal é a massagem desportiva, pois seus movimentos são mais fortes e rápidos para promover uma melhor circulação sanguínea, deixar a pessoa “mais alerta” antes do exercício, e no pós-exercício eliminar o ácido lático, que é responsável pela tão conhecida “dor do dia seguinte ao exercício”.

Fonte:

A Minha Corrida

Running News

Dicas de Massagem

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s