Como tratar o Zumbido com a Homeopatia

Padrão

Zumbido

Geralmente os zumbidos são leves e causam poucas moléstias, mas podem gerar desconforto significativo para alguns pacientes. Existem algumas formas naturais, incluindo a homeopatia de aliviar e tratar esse desconforto.

Um acidente, doença ou exposição prolongada ao ruído pode causar zumbido. Esta condição, comum entre as pessoas com problemas neurológicos, geralmente não tem gravidade, mas é um distúrbio auditivo que pode se tornar um grande incômodo.

Descrição dos sintomas

Zumbido 31

A patologia do zumbido se manifesta como um apito, assobio ou ruído nos ouvidos e na cabeça. A pessoa afetada escuta os zumbidos constantemente, mesmo em um ambiente calmo e sem barulho.

O zumbido não deve ser confundido com ouvir vozes.

1

As causas do zumbido

As causas do zumbido são múltiplas. Em alguns casos, a doença é relacionada com a idade. Assim, as pessoas mais velhas podem sofrer o envelhecimento do aparelho auditivo. A enfermidade também pode ter origem neurológica ou ser originada devido à um choque,  à exposição prolongada a ruídos muito altos ou a frequentar ambientes excessivamente ruidosos.

Os zumbidos podem aparecer ainda, de acordo com a visão da Medicina Tradicional Chinesa devido à uma deficiência da energia vital armazenada nos Rins.

Podem ainda estar relacionados ao aparecimento de um tumor no ouvido.

Em geral, a doença não é uma causa de surdez sistemática ou danos para o tímpano.

O tratamento do zumbido

Para diminuir e até mesmo eliminar o zumbido, existem uma série de tratamentos naturais, cada qual, baseado nos princípios de sua medicina.

Colocynthis

1

A Homeopatia fornece algumas opções para o tratamento dessa enfermidade. De um modo geral, um tratamento baseado em Colocynthis 30 CH atenua os distúrbios e é muito eficaz. O paciente deve tomar 3 glóbulos a cada meia hora, se os zumbidos forem muito intensos, ou consumi-lo entre 3 ou 4 vezes por dia caso sejam mais leves.

1

1

Chininum Sulphuricum

1

Em alguns pacientes, os distúrbios da audição podem ser acompanhados de tonturas. Neste caso, Chininum Sulfuricum 5 CH  deve ser associado ao tratamento, 5 glóbulos, 3 vezes ao dia.

1

1

Quando consultar um médico

Alguns pacientes com zumbido de baixo nível podem usar medicamentos homeopáticos sem consultar um médico. O tratamento natural é muito eficaz contra esta doença. No entanto, você deve consultar um especialista para tratar um tumor do aparelho auditivo ou quando os sintomas persistirem apesar do uso de medicamentos homeopáticos.

Tratamentos associados ao zumbido

  • China rubra
  • Chininum Sulfuricum
  • Colocynthis
  • Petroleum

A homeopatia é eficaz no tratamento de zumbido e transtornos da audição. Conhecida por seus efeitos curativos, medicamentos homeopáticos são recomendados como uma medida preventiva e para curar as consequências de danos aos tímpanos.

Fonte:

Guia de la Homeopatia

Tai Chi Chuan Sênior – Programa do Guy Boaventura

Padrão

Gostaria de agradecer ao Unipam, à Máira, à Adriana Tredezini e ao Guy Boaventura pela oportunidade de divulgar o projeto do Tai Chi Chuan desenvolvido dentro do programa Unipam Sênior.

O Tai Chi Chuan é uma arte marcial interna de origem chinesa. Seu estilo é suave, e favorece o relaxamento muscular, diferentemente da maioria das artes marciais, que têm como objetivo a agilidade e a maior tensão dos músculos.

Traz inúmeros benefícios à saúde, uma vez que torna as articulações mais flexíveis, rejuvenesce a pele, favorece a circulação sanguínea e o coração. Atua sobre o sistema nervoso central, auxiliando no sistema digestório, excretor, respiratório e imunológico. É sinônimo de longevidade em alguns países. Por envolver a arte marcial, a saúde e a meditação, o Tai Chi Chuan é praticado pelo mundo todo, sobretudo no ocidente, e é inclusive aplicado na medicina oriental, no tratamento de reumatismos, artroses, bursites, artrites e hipertensão arterial.

Na China, é comum as pessoas praticarem o Tai Chi Chuan nas praças, no período da manhã. Pode ser praticado por qualquer pessoa, sem limite de idade.

Confira a matéria completa no vídeo abaixo.

Para conhecer mais sobre o Tai Chi Chuan clique aqui.

Matéria NTV – Doula

Padrão

O que é Doula

É com muita alegria que divulgo essa matéria feita pela NTV de Patos de Minas MG sobre o trabalho das doulas. Gostaria de agradecer a oportunidade à Priscila, Clovin, Solange e a toda a equipe da NTV.

Esse é o primeiro passo para transformarmos a realidade em que vivemos e para que as mulheres possam voltar a ter o parto que elas e os bebês merecem.

Confiram a matéria completa no vídeo abaixo.

No sentido oposto à fria indústria da cesárea, renasce a acolhedora figura da parteira

Padrão

Por Suely Carvalho

Suely Carvalho

O ato de parir é biológico, fisiológico e natural, mas também social e familiar. É moldado pela cultura e pela tradição. O parto tradicional, uma herança de nossos ancestrais, permite a interação social e conta a história de um povo. Reforça suas crenças, expõe suas emoções, define suas relações sociais e reafirma a identidade sociocultural coletiva. Esse sistema de pertinências e significados se manifesta no parto. Assim, o modo como se nasce, o local onde se nasce, a forma de dar à luz e de nascer, e quem atende o parto é tão importante quanto o próprio ato do nascimento. É um gesto que passa a integrar a memória sociocultural de uma família e de uma comunidade.

Em um contexto antropológico o modo de partejar explica e é explicado pelas manifestações culturais e sociais, servindo como reflexo de uma época. Nenhum nascimento é neutro. O ato de nascer atende a uma função orgânica e social (de manutenção da espécie). Já o partejar é um ato cultural, pois se constitui de atitudes, ligadas as crenças, costumes, protocolos, condutas e situações. Um parto evoca a memória e desperta lembranças da ancestralidade. Esse contexto simbólico é que nos alerta para a importância da preservação do “saber fazer” do parto tradicional, da manutenção e transmissão continuada do conhecimento adquirido por nossos antepassados. Assim fortalecemos a identidade e as práticas de um patrimônio cultural imaterial.

Mais do que às técnicas, essas maneiras de “atender o parto” estão relacionadas aos significados atribuídos aos nascimentos e ao ato do nascer, dados pelo grupo social em que se está inserido. O parto é também um ato de perpetuação e assimilação sociocultural. Mas, nas últimas décadas, ele se transformou em negócio, algo a ser comercializado e que deve gerar lucro, que envolve estabelecimentos comerciais (hospitais, clínicas, laboratórios) e profissionais (médicos, enfermeiros, técnicos de saúde). Essa estrutura foi criada pelo processo de colonização cultural do pós-guerra, com a necessidade da criação de novos mercados consumidores para a indústria norte-americana de remédios e equipamentos hospitalares.

Não desconsideramos a importância de tais equipamentos, profissionais e remédios, porém não associamos o parto a doença ou a exceção, e sim a saúde e a normalidade. Pois sabemos que os partos de risco e que realmente precisam do ambiente hospitalar são a exceção e não a regra, e apenas em casos excepcionais deveria utilizá-lo. Concordamos e incentivamos esse tratamento para tais exceções.

A prática das parteiras ancestrais tem suas raízes na fusão dos saberes africano e indígena, que gerou um terceiro saber, adaptado a cada realidade local. O ambiente do partejar e as práticas utilizadas transcendem a figura da parteira e auxiliam na reprodução do imaginário acerca da ancestralidade. E é no parto tradicional que esse tempo ancestral volta a se tornar presente, renovado e atualizado. As rezas, as ervas medicinais, o canto, os instrumentos, a religião e a religiosidade remetem a aspectos que caracterizam e identificam a parteira, tornando-a símbolo da identidade social (é madrinha de muitos afilhados) e cultural da comunidade onde se insere.

As parteiras tradicionais são também arquétipos simbólicos dessa tradição ancestral. Recorrer ao conhecimento dessas pessoas, então, insere os integrantes da comunidade num continuum espaçotemporal onde esses elementos culturais são repassados, assimilados e repactuados. As parteiras com mais idade (as anciãs) tornam-se referência desse conhecimento que remete à memória coletiva, à ancestralidade comum.

Nosso ideal e nosso desafio consistem em transformar o que geralmente se considera acessório ou pitoresco (a cultura imaterial) em fator principal do autoconhecimento e da reapropriação da história pelo cidadão e pela comunidade. É uma tradição que foi vilipendiada pela homogeneização do nascer, por meio da indústria da cesárea. Mas essa ancestralidade é fundamental para formar a identidade de um povo, e não deve ser condenada a uma morte lenta e gradual.

Recebi o dom de parteira direto de minhas ancestrais. Assumi também a missão de formar outras parteiras (a quem chamo de afilhadas) e com elas estruturamos o Centro Ativo de Integração do Ser (CAIS do Parto) e a Escola de Saberes, Cultura e Tradição Ancestral (ESCTA), que se localizam em Olinda (PE) e se dedicam a passar adiante o conhecimento. Ao longo dos últimos 25 anos, organizamos a Rede Nacional de Parteiras Tradicionais e promovemos nove congressos internacionais. Também incentivamos o intercambio do partejar tradicional com escolas da América Latina e Caribe e difundimos essa ciência nos centros urbanos, onde formamos parteiras e doulas urbanas – que hoje atuam em 14 estados brasileiros. Em nossa escola, temos nas rodas dos casais grávidos um importante espaço para acolher famílias que desejam parir na tradição ancestral. Nesse espaço, incentivamos uma profunda conexão com a resiliência humana, na busca pela autocura a partir de elementos da natureza, honrando a ancestralidade e reencontrando o caminho da simplicidade.

Suely Carvalho é parteira tradicional, fundadora da ONG Cais do Parto e coordenadora da Rede Nacional de Parteiras Tradicionais do Brasil

Fonte:
(O Estado de S. Paulo, 11/07/2015) pdf http://agenciapatriciagalvao.org.br/wp-content/uploads/2015/07/estadao-11072015_Luz-ancestral-Alias-Estadao.pdf

Como aliviar a Aerocolia com a Homeopatia

Padrão

 A Aerocolia é uma doença do sistema digestório e com a homeopatia é possível aliviar significativamente esta condição.Aerocolia//embedr.flickr.com/assets/client-code.js

a

a

A Aerocolia é uma desordem digestiva caracterizada por um acúmulo de gases no cólon. Este termo genérico é também usado para descrever as sensações de inflamação no estômago, intestino delgado ou intestino grosso. Geralmente, as pessoas ansiosas ou que estão passando por algum momento de dificuldade, estão mais propensas a Aerocolia. O consumo excessivo de goma de mascar, que produz uma forte secreção de saliva, também pode ser um gatilho. Outro fator importante, é uma dieta pobre em nutrientes e rica em carboidratos e gorduras, uma vez que pode causar a Colite Atônica que também é responsável pela Aerocolia.

a

Sintomas da Aerocolia

As pessoas que sofrem de Aerocolia têm a sensação de inchaço no aparelho digestório, geralmente acompanhada de emissões frequentes de gases. Isso acontece porque a Aerocolia nada mais é que o acúmulo de gases no cólon, devido à fermentação intestinal. A doença geralmente se manifesta por dor abdominal e dores de cabeça. Ao comprimir o diafragma, também pode ocorrer dores cardiovasculares e palpitações. Em alguns casos, a Aerocolia é um sintoma primário que pode ocultar outras desordens.

a

Tratamentos Homeopáticos para a Aerocolia

O tratamento Homeopático irá variar de acordo com o local de acúmulo dos gases e os sintomas associados.

a

Carbo Vegetabilis

a

Para aliviar o inchaço do estômago recomenda-se tomar 5 glóbulos de Carbo Vegetabilis 5 CH três vezes ao dia.

Se os sintomas forem acompanhados por sensações de pressão na “boca do estômago”, é preferível ingerir Carbo Vegetabilis 7 CH, 5 glóbulos, três vezes ao dia.

a

a

a

Nux Vomicaa

a

//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsEm caso de dores no estômago, é aconselhável tomar 5 glóbulos de Nux vomica 5 CH após cada refeição.

a

a

a

a

Argentum Nitricum//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

Em indivíduos ansiosos que sofrem de flatulência acompanhada de “arrotos barulhentos”, recomenda-se  Argentum Nitricum 9 CH, 5  glóbulos, três vezes ao dia.

a

a

a

a

Asa Foetidaa

//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsNo entanto, se o arroto for fétido, recomenda-se tomar 5 glóbulos de Asa Foetida 5 CH, três vezes ao dia.

a

a

a

Lycopodium//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

Se a Aerocolia for na parte inferior do abdômen e for acompanhada por flatulências, o tratamento Homeopático  será utilizando Lycopodium 5 CH, 5 glóbulos, três vezes ao dia.

a

a

a

a

a

 

Raphanus//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

Caso haja dificuldade para emitir os gases, deve-se tomar 5 glóbulos de Raphanus 5 CH três vezes ao dia. Também será possível aliviar as flatulências intestinais, tomando 5 glóbulos de Raphanus 4 CH três vezes ao dia.

a

a

a

a

a

 

Nux Moschata//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

Para atenuar a lentidão gástrica e intestinal, recomenda-se tomar 5 glóbulos de Nux Moschata 4 CH, três vezes ao dia.

a

a

a

a

China Officinalis//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

Caso o inchaço ocorra em todo o trato digestivo e for acompanhado por diarreia frequente e arrotos, então deve-se consumir 5 glóbulos de China Officinalis 5 CH a cada duas horas até que os sintomas desapareçam.

a

a

a

a

a

 

Ignatia//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

A Aerocolia causada pelo stress deve ser tratada com Ignatia 7 CH, a razão de 5 glóbulos antes de cada refeição. Este medicamento também pode ser utilizado em alta diluição (15 CH), tomando-se uma dose a cada 10 dias.

a

a

a

 

Cocculus Indicus//embedr.flickr.com/assets/client-code.jsa

a

a

A Aerocolia também pode ocorrer durante a Menstruação. Neste caso, deve-se consumir Cocculus Indicus 5CH, três vezes ao dia.

a

a

a

a

a

a

a

Quando consultar um Médico Gastroenterologista

Em casos de inchaço e flatulências anormais, acompanhadas de dor que se manifesta de maneira inesperada e repetitiva deve-se procurar o Gastroenterologista. A presença de febre, emagrecimento rápido e anemia, também são sinais que indicam que é necessário consultar rapidamente o médico.

a

Tratamentos associados à Aerocolia

  • Argentum Nutricum
  • Asa Foetida
  • Carbo Vegetabilis
  • China Officinalis
  • Cocculus Indicus  
  • Ignatia
  • Lycopodium
  • Nux Moschata
  • Nux Vomica
  • Raphanus

a

Patologias associadas

  • Dispepsia

a

Obs: As informações acima são apenas de conteúdo informativo, consulte um profissional habilitado a trabalhar com Homeopatia para iniciar qualquer tipo de tratamento homeopático.

a

Fonte:

Guia de la Homeopatia

 

Como Combater a Acne com Homeopatia

Padrão

A acne ocorre devido a problemas hormonais. Graças a homeopatia, felizmente é possível tratar e eliminar estas imperfeições que são, por vezes, irritantes.

Acne
Ligada a distúrbios hormonais, a Acne aparece principalmente durante a adolescência, e então é atenuada ou torna-se crônica até a idade adulta. Embora em muitos casos apenas o rosto seja invadido por espinhas, em outros, algumas partes do corpo, como as costas e o tronco também podem ser afetadas. Felizmente, o problema pode ser tratado com cosméticos, produtos farmacêuticos ou homeopáticos.

a

A origem da Acne

Tanto nos homens quanto nas mulheres, as alterações hormonais catalisam o excesso de secreção de hormônios masculinos, chamadas andrógenos, que são secretados pelos ovários, no caso de mulheres e testículos nos homens. Isso produz hiperseborréia, ou seja, o excesso de secreção de sebo nos folículos pilosos (pêlos) situados sob a epiderme, provocando hiperqueratose. A Queratina (uma proteína) produzida nos folículos pilosos, torna-se então muito abundante, obstrui os poros e faz com que eles inflamem, o que causa o aparecimento de acne e cravos.

Portanto, é evidente que a acne seja principalmente de origem hormonal, o que explica sua aparição em dois períodos distintos da vida de uma pessoa: durante a puberdade no caso de acne juvenil, e depois dos 30 anos de idade que está relacionada à rosácea . O Estresse, a exposição ao sol, fadiga, ou a manipulação dos cravos podem agravar a doença e causar a infecção dos comedões. O uso de produtos cosméticos inadequados para a pele e a adoção de algumas drogas também pode promover o desenvolvimento de acne. Por outro lado, os medicamentos homeopáticos não produzem tais efeitos desagradáveis.

Acne folículo piloso

a

a

Sintomas

A acne juvenil aparece principalmente na puberdade e é caracterizada por espinhas vermelhas, pústulas e cravos nas maçãs do rosto, no rosto, queixo e, por vezes, no tronco, pescoço e costas. De acordo com as características da pele, a acne juvenil pode durar de alguns meses a vários anos. Na verdade, a acne não necessariamente desaparece ao final da adolescência e pode até mesmo tornar-se crônica, especialmente em algumas mulheres. A patologia é acentuada ou atenuada por alterações hormonais. Nos problemas mais graves, a acne é acompanhada de ardor e sensação de queimação.

A Rosácea se manifesta como eritema (vermelhidão) nas bochechas, nariz, testa ou queixo, e quando progride, pode também assumir a forma de pápulas redondas e avermelhadas. Muitas vezes, estas pápulas são acompanhados por cravos, pústulas, pele pálida e oleosa e transpiração intensa. Esta doença, no caso das mulheres em muitos quadros crônicos, tende a aumentar durante a menstruação, gravidez e antes da menopausa.

 Acne 2

 

a

a

O tratamento da Acne Juvenil

A acne juvenil pode ser tratada com vários produtos homeopáticos, entre eles:

Asterias rubens

 

Asterias Rubens, que é especialmente indicado aos adolescentes de constituição linfática.

a

a

a

Thuya occidentalis

a

Thuya occidentalis, por sua vez, é eficaz no tratamento da acne, que ocorre principalmente na parte inferior da face (queixo e contorno dos lábios) nos casos de pele oleosa e muito sensível.

a

a

a

Berberis aquifolium

a

Por outro lado, para aqueles com pele seca e áspera, é indicado Berberis aquifolium.

a

a

aa

a

a

Antimonium crudum

Antimonium crudum, por sua vez, é utilizado para o tratamento da acne acompanhada de prurido e sensação de queimação, especialmente para pessoas que tenham uma dieta desequilibrada (álcool em excesso e carboidratos) e que sofram de problemas gastrointestinais e emocionais.

a

a

a

Arsenicum Iodatum

a

Por último, Arsenicum Iodatum, também acalma a coceira calma causada pela acne, mas é mais indicado para pessoas apáticas, muito magras e da natureza ansiosa e nervosa.

a

a

 O tratamento da Rosácea

Há muitos produtos homeopáticos disponíveis que permitem tratar a rosácea.

Psorinum

a

Psorinum, por exemplo, permite não só para combater o aparecimento de espinhas, mas também a transpiração excessiva e a coceira causadas pelo excesso de sebo.

a

a

a

a

Sanguinaria canadensis

Além disso, Sanguinaria canadensis 9 CH, 5 glóbulos por dia, também combate eficazmente a rosácea. Além disso, auxilia especialmente as mulheres que sofrem de transtornos hormonais antes da menstruação ou da menopausa, e que tenham menstruação escassa e má circulação sanguínea.  

a

a

a

Carbo animalis

a

O tratamento pode ser complementado, usando Carbo animalis 5 CH, 5 glóbulos ao dia.

a

a

a

a

a

Sabina

a

Para as pessoas que sofrem de acne durante os períodos de fadiga e estresse, e os hipocondríacos, Sabina, é o medicamento mais apropriado.

a

a

a

a

Sulphur

aa

Sulphur é também um medicamento eficaz para tratar a acne crônica, e é especialmente adequado para as pessoas propensas a problemas gastrointestinais e constipação.

a

a

a

a


Beladonnaa

Para a mesma finalidade, pode utilizar-se da Beladonna, adaptada especialmente para pessoas de natureza turbulenta e que tenham a pele quente e seca.

a

a

a

a

a

Trate cravos e cicatrizes com homeopatia

Selenium metallicum Eugenia jambosa
Em ambas as acnes, Juvenil e Rosácea, a fim de reduzir os cravos o remédio apropriado é Selenium metallicum 9 CH. Deverá ser consumido na razão de 5 glóbulos ao dia, associado à Eugenia jambosa 5 CH (mesma dose) para remover os cravos.

a

a

Kalium bromatuma

Caso os cravos estejam inflamados causando ardor ou coceira, será necessário tomar Kalium bromatum 7 CH, 2 glóbulos ao dia.

a

a

a

a

a
Sulfur iodatuma

Neste caso, também pode ser necessário tomar 5 glóbulos de Sulfur iodatum 15 CH por dia para reduzir a inflamação.

a

a

a

a

Antimonium tartaricum Graphites A Acne também deixa cicatrizes que podem ser tratadas através da Homeopatia. Para isto é preciso tomar Antimonium tartaricum 9 CH e Graphites 15 CH, a razão de 2 glóbulos ao dia. O primeiro é adequado para o tratamento de pequenas cicatrizes, enquanto o segundo atenua grandes cicatrizes inchadas.

a

a

Calendulaa

Associado a Calendula (15 gotas diluídas em um quarto de xícara de água), estes dois produtos permitem recuperar uma pele saudável e brilhante.

a

a

a

a

a

Quando consultar um Dermatologista, Psicólogo ou Naturólogo

A Homeopatia é eficaz no tratamento de acne; no entanto, em alguns casos há a necessidade de consultar um dermatologista. Se o paciente sofre de acne cística ou apresenta cicatrizes significativas, é indispensável recorrer a este profissional.

Casos nos quais cause complexos emocionais, o que ocorre principalmente nos jovens, há a necessidade de procurar um Psicólogo ou Naturólogo.

a

a

Tratamento associado à Acne

  • Asterias Rubens
  • Antimonium Tartaricum
  • Arnica Montana
  • Belladonna
  • Berberis Aquifolium
  • Calendula
  • Carbo Animalis
  • Eugenia Jambosa
  • Graphite
  • Kalium Bromatum
  • Lachesis Mutus
  • Ledum Palustre
  • Psorinum
  • Sabina
  • Sanguinaria Canadensis
  • Selenium Metallicum
  • Sulphur
  • Sulfur Iodatum
  • Thuya Occidentalis

 

Obs: As informações acima são apenas de conteúdo informativo, consulte um profissional habilitado a trabalhar com Homeopatia para iniciar qualquer tipo de tratamento homeopático.

 

Fonte:

Guia de la Homeopatia

Homeopatia hoje

Padrão

Formas Homeopatia

Embora durante muitos anos a homeopatia tenha tido algumas dificuldades para impor-se ao universo médico alopata, hoje, este método terapêutico natural encontra muitos adeptos em todo o mundo. Atualmente muitas pessoas preferem tratar suas possíveis doenças através da Homeopatia, de maneira muito mais suave e natural, uma vez que ela não tem os riscos normalmente associados a medicamentos alopáticos. Consequentemente, a medicina homeopática pode ser utilizada tanto por adultos (homens e mulheres), como crianças, jovens e idosos.

A homeopatia é particularmente indicada na prevenção e tratamento de doenças crônicas respiratórias, alergias, dores de estômago, doenças cardiovasculares, doenças ósseas, estresse e ansiedade.

Acredita-se hoje que a homeopatia exista em mais de 80 países, e que o número de pessoas que recorrem a essa abordagem terapêutica continua crescendo ao longo dos anos. Além disso, mais e mais profissionais de saúde, recomendam fortemente a seus pacientes que dêem prioridade, na medida do possível, a tratamentos homeopáticos, a fim de fazê-los se sentir melhor tanto fisica como mentalmente.

Além disso, a homeopatia tem a particularidade única de servir tanto para fins curativos quanto preventivos, o que representa uma vantagem considerável no que se relaciona à boa saúde e bem-estar.

Fonte:

Guia de la Homeopatia